contos curtíssimos

É eu na estrada com o dedão pedindo carona e na outra mão uma placa que diz “OS BRAÇOS DELA”…[ao som de Adagio, de Albinoni, Werner Müller Orchestra]

Se acreditava vencedor, mas a contagem de pontos apontou o desafiante como novo detentor do título.

Um neurocirurgião, um anestesista e um médico residente entraram em um bar… Nem preciso mencionar o processo que a viúva do paciente meteu contra o hospital, né?

Também pudera ser tão sociável; foi concebido durante um grande Gang Bang. Praticamente um universozinho moderno, o guri.

“Estava eu a pensar…” -e veio a mosca lhe incomodar!, gritava-lhe sempre a filha telepata, espirituosa que só.

Anúncios
Esse post foi publicado em contos & mini-roteiros e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s