chorume: strokes

Strokes segue firme e forte provando que não é uma banda de uma música só. Infelizmente.

Tu achava que a voz do Casablancas não podia ser pior do que aquela imitação barata de vocalista junkie blasé barros cassal, mas daí o cara vai lá e ferra num falsete enquanto o resto da banda continua na mesma eterna merda de sempre, mais batida que a batida repetitiva, que as sequências assustadoramente óbvias (ui vamos imitar os tecladinhos do emo 80’s-90’s que ninguém vai notar) e…

Ah, foda-se isso. Lembro de estar num ensaio dos Alcalóides quando o Strokes ‘surgiu’- ou estourou no Brasil – e discutia-se sobre o quão boa era a tal banda. O consenso geral foi: nem um pouco.

Ainda sobre o single “One Way Trigger”, não deixe de notar que o riff e o ritmo seguem o estilo da banda Calypso (desculpaê, Chimbinha) – e não falo isso como ofensa, mas tem que ser muito tapado, como todo fã de Strokes é, pra não perceber isso.

Anúncios
Esse post foi publicado em a href, música e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para chorume: strokes

  1. Malditos dias de indie festivo. Eu gosto das minhas bandas de rock como eu gosto das minhas seringas. VAZANDO HEROÍNA POR EXCESSO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s