assassinato se paga com… recebimento de favores

ESSA NOTÍCIAS É SOBRE UM CASO OCORRIDO EM FEVEREIRO DE 2012, MAS…

… há alguns dias lembrei do assassinato do índio Pataxó (crime confessado pelos assassinos, que alegaram tê-lo confundido com um mendigo, por isso o banharam em álcool e atearam fogo)

Dez anos depois do crime, saiu essa matéria no G1:

“Condenados por crime hediondo, Max, Antônio, Tomás e Eron não teriam, à época, direito à progressão de pena ou outros benefícios. A lei prevê, apenas, a liberdade condicional após o cumprimento de 2/3 da pena. Mas, em 2002, a 1ª Turma Criminal fez uma interpretação diferente. Como não há veto a benefícios específicos na lei, os desembargadores concederam autorização para que os quatro exercessem funções administrativas em órgãos públicos.”

Eles foram condenados. Só que tiveram de cumprir a pena – ou boa parte do tempo dela – fora do presídio pois lhes foram concedido regime semi-aberto e trabalho em órgãos públicos. Se remunerado, isso significa que provavelmente vocês, brasileiros contribuintes, pagaram pra que eles fossem pagos invés de cumprir pena.

“As autorizações da Justiça permitiam estritamente que os quatro saíssem do presídio da Papuda para trabalhar e retornassem ao final do expediente. A turma de juízes chegou a permitir que os quatro também estudassem, mas, como há proibição específica na Lei de Execuções Penais, o Ministério Público recorreu e conseguiu revogar a permissão de estudo para Eron Oliveira e Tomás Oliveira. Mesmo assim, eles continuaram estudando em universidades locais, contrariando a decisão.”

Pra passar mais tempo longe da prisão, também poderiam estudar. Mas não. Mas foram.

“Em outubro do mesmo ano, o jornal “Correio Braziliense” flagrou três dos cinco rapazes bebendo cerveja em um bar, namorando e dirigindo o próprio carro até o presídio, sem passar por qualquer tipo de revista na volta. Após a denúncia, os assassinos perderam, temporariamente, o direito ao regime semi-aberto, que era o que permitia o trabalho e o estudo externos.”

Anúncios
Esse post foi publicado em mundo real e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para assassinato se paga com… recebimento de favores

  1. gospel disse:

    faltou postar ai o nome do advogado deles na epoca… pode atualizar isso no teu proximo post? seria legal tb vc dizer q outros casos este mesmo advogado defendeu e o q ele esta fazendo nos dias d hoje…

    • hummm fiquei curioso agora, vou pesquisar…

      e lembrei de outra coisa, acho que li nessa mesma matéria: a juíza que os condenou e se dedicou a fazer eles cumprirem pena acabou renunciando ao cargo e se recusa a dar os motivos

      em suma, não pode dizer que foi pressionada a isso. foda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s