empreendimento carajás

Financiadora do Massacre de Eldorado dos Carajás, VALE DO RIO DOCE é repudiada no Rio.

E em outras notícias…

A tribo Awá-Guajá se divide em três terras. Deve-se essa separação aos Empreendimentos Carajá (não só não houve punição para o massacre, como ele parece ter sido um sucesso).

foto dos awá-guajá no survivalinternational

“a tribo mais ameaçada do mundo” [survivalinternational.org]

‹‹O trem que parte da Floresta Nacional de Carajás, no Pará, onde ficam as minas da Vale, segue pelo Maranhão até o porto de exportação próximo a São Luís, é o maior do mundo. São quatro locomotivas e 330 vagões que atravessam com estrondo reservas florestais, terras indígenas, comunidades quilombolas e de pequenos agricultores.››

Tudo patrocinado pelos vitoriosos assassinos da Vale do Rio Doce. Não são só os PMs que devem (e devem mesmo) ser punidos e não foram (e não vão?), gente.

‹‹O que leva a conflitos e renegociações constantes. “A Vale acha que são coisas definitivas e não são. Da perspectiva dos índios, a negociação está sempre aberta. É sempre possível voltar a negociar porque é sempre insatisfatório. Tem essa figura no direito que chama hipossuficiência jurídica. A desigualdade é tamanha na negociação que, para os índios, a possibilidade de renegociação está mesmo sempre aberta”, diz Iara Ferraz, antropóloga que acompanha os índios Gavião desde a década de 70.››

PARA OS AWÁ-GUAJÁ, TREM DA VALE É O “BARULHO DO TERROR”

Anúncios
Esse post foi publicado em a href, mundo real e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s