Vou ser babaca um pouquinho: EU DISSE.

Na verdade, já tinha saído matéria sobre isso em outros jornais, mas por algum motivo que desconheço completamente e sobre o qual não vou especular (obrigado por essa lição, Celso Daniel), elas foram removidas.

Pois bem, acho que EU DISSE merda. E essa matéria aí também. Pelo que andei pesquisando, ele e o pai trabalham numa pequena empresa de entregas (daí a deliberada mesmo distante associação com transportes, creio) e Pierre se entregou depois de sua mãe ser visitada pela polícia. Disse que se revoltou quando viu policiais jogando spray de pimenta nas pessoas. Embora visivelmente, ele não foi o primeiro a atacar a prefeitura.

Se não gosta do ato dele de depredar, critique o ato em si. Mas acho que muita gente está buscando mais e mais motivos pra revolta, mesmo onde não tem. Existe, sim, uma máfia dos transportes. Pressionem o governo e as empresas, então; temos que exigir transparência – e transparência mesmo, porque sempre se pode perceber que algo se esconde através de declarações diversas criadas pra despitar o público. Procurar bodes expiatórios, um rosto para chamar de culpado, só vai ajudá-los, acredite.

E bem, mesmo que Pierre tivesse intenções prévias ao participar da manifestação e atacar a prefeitura, quem ele estava agradando é o verdadeiro vilão. Os criminosos de sapato e camisa social estão bem longe de fotografias da manifestação.

Anúncios
Esse post foi publicado em mundo real e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s