monólogos contra chini

Descobri agora um filme de 1981 sobre um adulto aprendendo a escrever que parece interessante. Vou ver depois, pois o assunto é o que essa sinopse me fez lembrar:

um episódio de Sandy & Júnior (eu juro que peguei essa cena zapeando) que eles percebem que um cara lá não sabe ler/escrever. NEM PRECISEI CONTINUAR VENDO PRA SABER QUEM SALVOU ELE DO ANALFABETISMO. Certamente, O júnior o incentivava com a música. A Sandy tirava uma peça de roupa cada vez que ele aprendia letras/palavras/sintaxes novas. No final, eles quase transam, mas ele descobre que o importante mesmo é O APRENDIZADO e que ela não precisava incentivá-lo dessa forma impueril. Lágrima e sorriso no rosto, Sandy se despede dele dizendo que “… um dia fará uma mulher de sorte muita feliz.” aí ele vai embora e depois do corte ela recebe uma carta, abre no quarto, e é um POEMA muito bonito escrito por ele.

Anúncios
Esse post foi publicado em cinema & teatro, diálogos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s