propósito

Me ofereceram um emprego em que eu teria que mentir e usar terno. O rendimento mensal variava na faixa de muito a muito mais. Eu não queria aceitar, mas preciso do dinheiro.

Não fui. Invés disso, decidi trocar idéias bebendo. E isso quase sempre acaba com gente bêbada e mil projetos engavetados, né? E então surge o convite para eu fazer algo que gosto e receber um ótimo pagamento pra isso. O dresscode? Cueca, camiseta, copo e cinzeiro.

Eis o propósito da vida: ser uma festa, um sofá, um banho de chuva no verão.

Anúncios
Esse post foi publicado em a vida em anexo e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s