Um conto de Natal em versos

Na terra de Vuduville, moravam todos os vudus
e as vudus e outros tantos catadores de Bambus
que alegremente dividiam
tudo aquilo que tinham

E às vésperas do Natal, sorriam
pelos presentes que distribuiriam
Entre todos, menos este
que odiava a data presente

O Senhor Carranca dizia:
Odeio essa alegria!
E vendo o movimento
pensou:
Vou estragar com o momento!

Roubou todos presentes da cidade
Tirou deles a felicidade
Um plano infalível?
Espero o impossível!

Eis que surge
à casa de Carranca
Uma menina que urge:
por favor, não arranca

de nós tudo o que temos…

e o coração dele cresceu três vezes
e não houve massagem que o parasse
tanto rancor e colesterol
o mataram ali, no ato

e a menina cresceu traumatizada com a visão da morte

e a vida continua em Vuduville
onde todos os vudus
frequentam o Bambus

Anúncios
Esse post foi publicado em contos & mini-roteiros, literatura & lingüística, versos e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s