Hospital joga sangue doado por estudante gay no lixo

Um mundo merda feito por gente merda.

Hospital joga fora sangue de estudante gay

Odeio ter que apelar pro “e se atingir você” porque ninguém devia precisar disso pra rever seus conceitos, mas vamos lá: é meio litro de sangue, algo que pode ajudar a salvar vidas, a menos. Presumo que aconteça mais seguido do que a gente fica sabendo.

E tu acha que teu preconceito — que não é preconceito, mas… — não faz diferença? Não ferra o mundo? Toda piadinha homofóbica, toda essa coisa de “aceito mas não gosto” faz perpetuar a homofobia… É a mesma coisa que acontece com racismo e machismo. Então, sim, esse humor inocente e ponto de vista ~pessoal que não atinge ninguém~ repercute por diferentes âmbitos da vivência humana.

Essa médica pode ter sido criada por pais homofobicos, mas pode ser que não. Talvez ela só tenha passado boa parte da vida rindo de piadinhas homoeróticas. Talvez ela apenas tenha muito contato com Igreja, que finge aceitar todo mundo mas deixa claro, à sua maneira, que ser gay é errado. Talvez isso, talvez aquilo, mas o resultado é o mesmo: ela é uma ignorante que além de tratar mal uma pessoa que está tentando ajudar nega auxílio às pessoas que esta quis ajudar.

Abaixo, lista de requisitos e impedimentos para doação de sangue:

Requisitos básicos

» Estar em boas condições de saúde.
» Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, clique para ver documentos necessários e formulário de autorização).
» Pesar no mínimo 50kg.
» Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas).
» Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).
» Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

Impedimentos temporários

» Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas.
» Gravidez
» 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.
» Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses).
» Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.
» Tatuagem nos últimos 12 meses.
» Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses.
» Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins são estados onde há alta prevalência de malária. Quem esteve nesses estados deve aguardar 12 meses.

Impedimentos definitivos

» Hepatite após os 11 anos de idade. *
» Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.
» Uso de drogas ilícitas injetáveis.
» Malária.

* Hepatite após o 11º aniversário: Recusa Definitiva; Hepatite B ou C após ou antes dos 10 anos: Recusa definitiva; Hepatite por Medicamento: apto após a cura e avaliado clinicamente; Hepatite viral (A): após os 11 anos de idade, se trouxer o exame do diagnóstico da doença, será avaliado pelo médico da triagem.

Anúncios
Esse post foi publicado em mundo real e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s