voz

Já ouvi demais
  e falei de menos

Mas enquanto o mundo diz
  “fodam-se os teus anseios!”

Por dentro imploro:
  Calaboca! Não faço questão
  de falar, mas dêem silêncio
  e espaço
  pra que eu possa pensar.

E como pedir pra que
ouçam uns aos outros
  sem fazer barulho?

Meu silêncio é teu espaço,
  meu silêncio é exemplo

Não é um Marshall,
  microfone,
muito menos convite.

Anúncios
Esse post foi publicado em versos e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s