joe sacco sobre sátira, charlie hebdo e compreensão

Quadrinhos de Joe Sacco

tradução livre de Coiote Flores

‹‹Minha primeira reação aos assassinatos no escritório de Charlie Hebdo em Paris não foi de ousadia desafiadora. Eu não senti vontade de bater no peito reafirmando os princípios da liberdade de expressão. Minha primeira reação foi de tristeza. Pessoas foram brutalmente assassinadas, e entre elas vários cartunistas — minha tribo.

joesaccoonsatire1200

Mas junto com o luto vieram pensamentos sobre a natureza de algumas sátiras da Charlie Hebdo. Embora cutucar os narizes de muçulmanos possa ser tão permissível quanto perigoso, isso sempre me pareceu uma forma insossa de usar a caneta.

Se posso jogar esse jogo também? Claro, eu poderia desenhar um negro caindo de uma árvore com uma banana em sua mão – de fato, acabei de fazê-lo. Tenho o direito de ofender, certo?

Incidentalmente, você sabia que Charlie Hebdo demitiu um cartunista — Maurice Sinet, procurem por ele — por ter, alegadamente, escrito uma coluna anti-semita?

Com isso em mente, aqui vai [a imagem de] um judeu contando seu dinheiro nas entranhas da classe trabalhadora. E se você pode aceitar a “piada” agora, teria sido tão engraçada em 1933?

De fato, quando estabalecemos um limite freqüentemente rompemos um também, porque linhas no papel são uma arma, e a sátira é pra atingir forte. Mas atingir quem? Qual, precisamente, é o alvo? E por quê?

Sim, afirmo nosso direito de chutar o balde — então aqui vai um desenho grátis de um devoto verdadeiro fazendo o trabalho de Deus no deserto. Mas quem sabe quando nos cansarmos de mostrar o dedo do meio possamos tentar pensar sobre por que o mundo está como está…

E o que acontece aos muçulmanos nessa época e nesse lugar que os torna incapazes de deixar às risadas uma simples imagem.

E se respondermos “Porque há algo profundamente errado com eles” — sem dúvida havia algo profundamente errado com o assassinos — então vamos arrastá-los de suas casas até o mar… Porque isso vai ser bem mais fácil do que definir como nos encaixamos nos mundos uns dos outros.››

Anúncios
Esse post foi publicado em mundo real e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s