anotações para um romance inédito

[nota de 2013, escrito enquanto pensava em ou assistia Twin Peaks]

Tem coisas que parecem mortas, esquecidas, abandonadas e desaparecidas, mas que de repente surgem, rígidas e enroladas em plástico, e que causam uma comoção tão grande em torno de si que tudo muda até voltar ao ponto
em que tudo começou.

Assim é a morte, assim é o caminho entre sonho e aquilo quee equivocadamente chamamos de realidade.

Anúncios
Esse post foi publicado em twin peaks e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s