para R.

Que fluidez de que é feita a vida, vai-se indo, indo, e podíamos boiar sobre ela como em tudo que é fluido, mas há uma aspereza, e não creio que ela devesse estar ali. Ela é construída por uma civilização inteira e por cada um de nós. Não sou esse chá de aniz que repousa ao lado, meu companheiro de repouso, nem o iôga que há meses não pratico; também não sou o etanol que consumo, mas gostaria de ser a alegria que desperta. O amor que dele nasce nesse ventre figurativamente chamado nossos corações; embriagados, dão vida a sentimentos tão puros quanto nossa embriaguez.

Por que não estamos sorrindo agora? Nem sei, mas tampouco choro. Há um vazio que às vezes se aloja, cresce, toma conta, mas talvez seja assim que deva ser. Uma limpa para o que há de vir (não pode ficar vazio pra sempre, pode?). Ah, diga que sim quando eu quiser ouvir sim, diga não quando a negativa trouxer-me conforto, mas antes de mais nada diga sempre a verdade — nem que seja preciso fazê-la ser para poder dizê-la tal qual a queres.

Não fica aqui comigo, que esse lodo é por ora e tu não pertences a ele. A nada pertences, creio: te quero assim, livre como são todos espíritos. Mas nem por isso deixam de ser juntos, não é? Voam, flutuam, peleiam. Fazem suas diligências, sejam quais forem, e encontram-se aqui e ali, reencontram-se, seguem juntos, se dividem, reúnem. Não se cansam. Não fica aqui porque aqui é feio, mas é feio aqui porque esse aqui é agora. Não fica, mas vem. E me leva.

–Me leva pela mão…
–Mas eu nem sei pr’onde vou!
–Por isso mesmo: só confio em gente perdida.

Anúncios
Esse post foi publicado em verão e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s