tori amos

Tenho ouvido Tori Amos diariamente e admito que tem sido difícil ouvir um pouco de sua discografia todo dia e não me apaixonar por seu piano e sua voz. Aliás, por que não, né? Me entrego de coração à sua música sem medo. Tem me feito bem e ouço tanto pra acompanhar meu sono — que acabo negando porque me atenho a ficar acordado ouvindo — quanto minhas leituras.

A primeira música que lembro de ter ouvido dela é essa do vídeo, uma das mais conhecidas, embora Crucify também tenha sido um hit mais ou menos na mesma época.

Abaixo, tradução de trechos de um texto que encontrei aqui, resenha de uma apresentação dela.

“Normalmente é preciso uma banda completa para tocar em um estabelecimento do tamanho do Greek Theater e fazer impacto. Em lugar de uma banda, alguém deve ter material forte e, mais importante, um tanto de carisma pra passar sua mensagem. Tori Amos veio tocar com bastante de ambos.

Uma pequena e adoravelmente animada, subiu ao palco na quarta-feira vestida de preto e com óculos estilosos, que ela raramente tirava. Ela também trouxe uma planilha cheia de partituras, letras e setlists que certamente exigiriam a permanência dos óculos.

(…) O estilo pianístico de T.A. usa arpejos pra balançar e levar a linha vocal. De compasso a compasso podemos ouvir as tensões entre o piano e sua voz fervilhando. Ela também é hábil em dinâmica e a cada tom sua sonoridade mudava constantemente.”

Anúncios
Esse post foi publicado em a href, música e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s