arenga do dia

Eu não quero amigos. Eu quero pessoas com quem possa contar: seja pra tomar uma cerveja, pra fazer um trabalho juntos, pra se jogar num dos meus projetos fadados ao fracasso. Ver as pessoas como utilitários umas nas vidas de outras pode parecer uma percepção fria, mas é de motivação meramente funcional. Se as pessoas parassem de romantizar suas relações, veriam que isso não é apenas esdrúxulo, mas irresponsável para com outrem. A maioria não deixaria um colega de trabalho na mão, mas deixa de levar a sério uma combinação entre amigos, e deveria ser ao contrário ou, no mínimo, equivalente.

Bem, to só divagando, e/ou desabafando. Não há bem uma conclusão pra se tirar disso.

Anúncios
Esse post foi publicado em a vida em anexo, palavras sábias e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s