Que tristeza não morar ou estar em Recife! Nos idos dos anos noventa, da primeira pra segunda metade daquela década incrível e transformadora — foi minha adolescência, entendam –, o álbum que levava o nome da banda Jorge Cabeleira e o Dia Em Que Seremos Todos Inúteis​ foi dos que mais tocou em meu cd player. Pra quem não sabe, CD Player é tipo um “prato” (tocador de vinil) pra arquivos digitais compactados em um disco de policarbonato.

Um pouco da história dessa banda é contada no filme “A Lenda do Jorge Cabeleira, com exibição marcada para o dia 12 de setembro, segunda-feira, no Cinema São Luiz​, em Recife-PE.

pôster de divulgação do filme A LENDA DE JORGE CABELEIRA

“Os japoneses trabalharam, cultivaram nossa terra
E lá deu muito mais que capim
Mas o governo diz que isso é enrolação
e que nada vai crescer num terreno tão ruim
falta honra, falta água, irrigação
falta coragem pra fazer desenvolver esse lugar
MAS ISSO TEM QUE MUDAR!”

da letra de “Recife”, 11ª faixa do álbum de estréia da banda pernambucana. audição completa aqui: Jorge Cabeleira & o Dia em que Seremos Todos Inúteis.

Uma coletânea foi lançada em 2011 comemorando duas décadas de banda. Ei-lá também completa pra audição no YouTube: Jorge Cabeleira e o Dia em que Seremos Todos Inúteis – Trazendo Luzes Eternas.

E uma matéria sobre o retorno da banda no Jornal do Commercio, de Pernambuco: A Volta do Jorge Cabeleira…

Anúncios
Esse post foi publicado em a href, cinema & teatro, música e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s