a diego jost… ou a tds profs do brasil =)

Dia do Professor e penso imediatamente no Professor Ogoid. Professor porque ele muito ensinou a meia dúzia de nós que, ao longo da segunda metade dos anos noventa, começamos a formar nosso grupo de amigos da adolescência. E Ogoid porque seu nome é Diego e, segundo próprio, a frequência com que um Diego é erroneamente chamado de Diogo só é equivalente à com que um Diogo é chamado de Diego. Acabou ficando Ogoid e mais tarde recebeu o título de Professor, embora também o chamassem Xamã, e ele mesmo assinasse como Yoshi.

Nos conhecemos em 1996, quando, por sorte nossa, ele teve que repetir de ano e foi parar na nossa turma. Não sei quantos dias, semanas ou meses levou até trocarmos nossas primeiras palavras. Éramos alunos quietos, que sentavam no fundo, lendo livros de nossas escolhas, escrevendo desatentos às aulas. Às vezes, eu, ele e CP nos encontrávamos na mesma zaga, quando tinha futebol no período de Educação Físico, os três faziam parte dos últimos a serem escolhidos. E ficávamos parados lá discutindo quadrinhos.

Foi naquele ano que prometi a Ogoid que quando publicasse meu primeiro livro, seria dedicado a ele. É óbvio que não esqueci.
Mas hoje é dia do professor, e ele não é, tecnicamente, um professor. Ele foi pra mim. E sei que tem em meus círculos de amigues educadores(as) aos montes — e que bom! Elisa, Gustavo, Re, Luan… Tem gente que já lecionou e não leciona mais. E tem gente graduando pra dar aula. Haja fé! Mas sei que é mais do que isso. É é no poder de ensinar e naquilo que vocês amam e querem conhecer o bastante pra passar adiante. Eu mesmo nunca me dei bem na Licenciatura, e já tinha largado as cadeiras lá muito antes de admitir que academicismo não é pra mim. Daí que vem necessidade de pessoas como você as professoras Tomázia e Mariângela (professoras de português no Sta. Dorotéia e no Anchieta, a quem agradeci em segundo livro, já que a logística me obrigou a tirar a página de agradecimentos do primeiro): tem sempre uns aloprado com dificuldade de foco que nem eu. E tem esse ou aquela aluna, sei lá. Não imagino nem de longe os terrores e prazeres desse mundo, mas parabéns pra todos(as) vocês.

Feliz dia do professor!!!

PS: não consigo parar de imaginar o Ogoid agora, levantando a cabeça momentaneamente, um braço ainda apoiando o caderno, o outro firme ao lado da cabeça, lapiseira apoiado na mão que completa esse braço, olhando para o lado até pensar em algo e soltar um “Ah!”, dedo com lapiseira em riste, ajeitando uma madeixa dos longos cabelos pretos atrás da orelha enquanto se abaixa, agora com a palavra que lhe fugira devidamente encaixada no texto inacabado, e dando continuidade. Porque desde que o conheci, Diego F. “Yoshi” Jost nunca ficou um dia sem escrever, até onde sei. Obrigado, Professor!

Anúncios
Esse post foi publicado em a vida em anexo e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para a diego jost… ou a tds profs do brasil =)

  1. Jair Vargas disse:

    👏👏👏 sem palavras para essa excepcional homenagem 😊

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s