ainda crianças

dos arquivos de maio de 2004

ainda lembro dos sorrisos que dava, dos contentamentos que me enchiam. e ainda sorrio, ainda me contento. mas não é animadora a perspectiva de estar vivo amanhã. não que não seja feliz; sei que sou. mas que culpa tenho se é difícil ver isso? me alegram meus amigos, me alegra o amor. às vezes temo amar demais e não receber o mesmo, mas percebo que é pretensão acreditar que meu amor seja tanto. a verdade é que admiro-nos por nossa pureza. depois de tantos erros, tantos anos cheios de pequenas ou grandes traições, escorregos, mentiras, tantos socos que demos e levamos, ainda somos puros. é difícil acreditar, sei, mas os fatos não mudam a natureza. e nossa natureza é inocente. ainda somos crianças recém postas à luz. existe beleza maior?

Anúncios
Esse post foi publicado em a vida em anexo e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para ainda crianças

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s