8 de abril: 27 anos da estréia de Twin Peaks

artigo do History Channel traduzido por mim

“Quem matou Laura Palmer?” era a pergunta nas mentes de todo mundo na noite de 8 de abril de 1990, quando Twin Peaks, o drama televisivo surreal de David Lynch, estreou na ABC. O corpo nu da rainha do corpo estudantil, a bonita e loira Laura Palmer, foi encontrado ao desaguar na margem de um rio, enrolado em plástico, no episódio de abertura da série, jdeixando descontrolados os residentes da pequena cidade de Twin Peaks, no Pacífico Noroeste, e dando início à trama central da série.

Filmado na cidade madereira de Snoqualmie, Washington, e em seus arredores, Twin Peaks estrelava Kyle MacLachlan como o peculiar e incansável Agente Dale Cooper, um agente do FBI que chega a Twin Peaks para ajudar a polícia local (chefiada por Michael Ontkean como o Xerife Harry S> Truman) a desvender o mistério do assassinato de Laura Palmer.

Ele logo descobre que ela não era a garota de ouro que parecia ser, mas de fato escondia vícios como abuso de drogas e promiscuidade. À medida que a história se desenrola, o namorada de Laura, Bobby (Dana Ashcroft), seu amante secreto James (James Marshall), sua melhor amiga, a boa moça DOnna (Lara Flynn Boyle), o pai enlutado Leland (Ray Rise) e sua prima e sósia Maddy (Sheryl Lee, que também interpreta Palmer em flashbacks) se tornam parte dos principais coadjuvantes dentro do numeroso elenco.

Antes de desenvolver Twin Peaks com seu parceiro Mark Frost, Lych adquirira notoriedade por filmes como O Homem-Elefante (1980) e Veludo Azul (1986), também estrelado por MacLachlan. ABC comissionou Lynch e Frost para criar Twin Peaks como parte de um plano maior para mudar a reputação da rede de televisão e e sua margem de lucros colocando programas novos e originais na TV.

Uma novela misturada com invetigação policiais, mas uma saudável dose da esquisitice lynchiana, Twin Peaks foi culturada mesmo antes de sua estréia por sua direção “de cinema”, que incluía andamento cinematográfico, temas e desenvolvimento de personagens complexos e humor excêntrico.

Precedido por uma avalanche de publicidade, o piloto de duas horas de Twin Peaks foi ao ar a 8 de abril de 1990, e assistindo por 33% da audiência de televisão, um índice equivalente ao de um filme feito para TV. Quando o show começou a ser exibido como um programa regular de uma hora nas noites de quinta, conquistara para a emissora os maiores índices em muitos anos e conseguiu alcançar a enorme audiência da longa série de sucesso da NBC Cheers.

Embora os índices logo começassem a cair, os rumores envolvendo a série continuaram fortes enquanto críticos a consideravam o melhor show em anos. O programa recebeu oito indicações ao Emmy por sua primeira temporada, mais do que qualquer outra série, mas só ganhou dois prêmios. Lynch manteve firme controle sobre o programa durante os oito episódios de sua primeira temporada, escolhendo a dedo diretores com que ele trabalhou antes ou conhecia por outros colegas.

Durante a segunda temporada, a miríade de misteriosas reviravoltas na trama fazia a audiência cair aos montes, e acreditava-se de modo geral que a qualidade do programa havia se deteriorado. Quando a ABC decidiu pelo cancelamento da série no meio de 1991, Lynch foi obrigado a revelar a identidade do assassino de Palmer, um mistério que ele queria alongar por alguns anos, de acordo com uma entrevista que deu mais tarde à Entertainment Weekly.

Depois que a série foi encerrada em junho de 1991, Lynch dirigiu uma má recebida prequel para às telonas: Twin Peaks: Fire Walk with Me. Em 2014 foi anunciado que a série retornaria para uma terceira temporada, com Lynch, Frost, MacLachlan e boa parte do elenco original. A nova temporada estréia no Showtime em maio de 2017.

Anúncios
Esse post foi publicado em sem categoria e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s