eu acredito…

Tradução livre de um trecho de AMERICAN GODS (Deuses Americanos)

“Posso acreditar em coisas verdadeiras e coisas não verdadeiras e posso acreditar em coisas em que ninguém sabe se são verdadeiras ou não. Posso acreditar em Papai Noel e no Coelhinho da Páscoa e em Marilyn Monroe e nos Beatles e no Elvis e em Mister Ed. Escute – eu escredito que pessoas são perfeccionáveis, que o conhecimento é infinito, que o mundo é dirigido por cartéis bancários secretos e é visitado por aliens periodicamente. Os bonzinhos que parecem lêmerues enrugadinhos e os malvados que mutilam o gado e querem nossa água e nossas mulheres. Eu acredito que o futuro é um saco e acredito que o futuro é demais e acredito que um dia Grande Mulher Búfalo vai voltar e chutar os traseiros de todo mundo. Eu acredito que todos os homens são só meninos crescidos com profundos problemas de comunicação e que o declínio do sexo bom coincide com o declínio dos cinemas drive-in de estado a estado. Eu acredito que todos os políticos são canalhas sem princípios e ainda acredito que são melhores que a alternativa. Eu acredito que a Califórnia vai afundar no mar quando vier a grande onda, enquanto a Flórida vai se dissolver em loucura e jacarés e lixo tóxico. Eu acredito que sabão anti-bactérias está destruindo nossa resistência à sujeira e a doenças de forma que um dia vamos todos ser arrasados pela gripe comum como os marcianos de Guerra dos Mundos. Eu acredito que os maiores poetas do último século foram Edith Sitwell e Don Marquis, que jade é esperma de dragão ressecado, e que milhares de anos atrás, em outra vida, eu era um xamã siberiano de um braço. Eu acredito que o destino da humanidade jaz nas estrelas. Eu acredito que o gosto do doce era de fato melhor quando eu era criança, e que é aerodinamicamente impossível para as abelhas voarem, que a luz é uma onda e uma partícula, e que há um gato em uma caixa em algum lugar que está vivo e morto ao mesmo tempo (embora se nunca abrirem a caixa pra alimentar o gato, eventualmente ele vai ser apenas diferentes definições de morto), e que há estrelas no universo bilhões de anos mais velhas que o próprio universo. Eu acredito em um Deus pessoal que se importa comigo e se preocupa e supervisiona tudo que faço. Eu acredito em um Deus impessoal que ligou o universo e saiu pra curtir com suas garotas e nem sequer sabe que estou viva. Eu acredito em um universo vazio e sem deus, de caos causal, barulho de fundo, e pura e simples sorte. Eu acredito que qualquer um que diz que sexo é superestimado ainda não fez direito. Eu acredito que qualquer um que alegue saber o que está acontecendo também mente sobre as pequenas coisas. Eu acredito em honestidade absoluta e em mentiras sensíveis a outrem. Eu acredito no direito de escolha de uma mulher, no direito de viver de uma criança, e que enquanto toda vida humana é sagrada não há nada errado com a pena de morte se você puder confiar implicitamente no sistema legal, e que somente um imbecil confiaria no sistema legal. Eu acredito que a vida é um jogo, que a vida é uma piada cruel, que a vida é o que acontece quando você está vivo e que você pode simplesmente relaxar e aproveitar.”

de AMERICAN GODS, escrito por Neil Gaiman. Em inglês (traduzi meio correndo aqui), clique abaixo.

I believe…

“I can believe things that are true and I can believe things that aren’t true and I can believe things where nobody knows if they’re true or not. I can believe in Santa Claus and Easter Bunny and Marilyn Monroe and the Beatles and Elvis and Mister Ed. Listen – I believe that people are perfectible, that knowledge is infinite, that the world is run by secret banking cartels and is visited by aliens on a regular basis. Nice ones that look like wrinkledy lemurs and bad ones who mutilate cattle and want our water and our women. I believe that the future sucks and I believe that the future rocks and I believe that one day White Buffalo Woman is going to come back and kick everyone’s ass. I believe that all men are just overgrown boys with deep problems communicating and that the decline of good sex in America is coincident with the decline in drive-in movie theaters from state to state. I believe that all politicians are unprincipled crooks and I still believe that they are better than the alternative. I believe thar California is going to sink into the sea when the big one comes, while Florida is going to dissolve into madness and alligators and toxic waste. I believe that antibacterial sopa is destroying our resistance to dirt and disease so that one day we’ll all be wiped out by the common cold like the Martians in War of the Worlds. I believe that the greatest poets of the last century were Edith Sitwell and Don Marquis, that jade is dried dragon sperm, and that thousand of years ago in a former life I was a one-armed Siberian shaman. I believe that mankind’s destiny lies in the stars. I believe that candy did taste better when I was a kid, that it’s aerodynamically impossible for a bumble bee to fly, that light is a wave and a particle, that there’s a cat in a box somewhere who’s alive and dead at the same time (although if they don’t ever open the box to feed it it’ll eventually just be two different kinds of dead), and that there are stars in the universe billions of years older than the universe itself. I believe in a personal God who cares about me and worries and oversees everything I do. I believe in an impersonal God who set the universe in motion and went off to hang with his girlfriends and doesn’t ever know that I’m alive. I believe in an empty and godless universe of casual chaos, background noise, and sheer blind luck. I believe that anyone that says that sex is overrated just hasn’t done it properly. I believe that anyone who claims to know what’s going on will lie about the little things too. I believe in absolute honesty and sensible social lies. I believe in a woman’s right to choose, a baby’s right to live, that while all human life is sacred there’s nothing wrong with death penalty if you can trust the legal system implicitly, and that no one but a moron would ever trust the legal system. I believe that life is a game, that life is a cruel joke, that life is what happens when you’re alive and that you might as well lie back and enjoy it.”

AMERICAN GODS
Neil Gaiman

Anúncios
Esse post foi publicado em literatura & lingüística e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s