por que nos importariam os deuses?

Escreve Henry Thomas, em “A História da Raça Humana: Epícuro, o Pessimista Sorridente”:

“A vida, dizia [Epícuro], é uma farsa louca demais para ser originária de um espírito divino. Nenhum deus de mentalidade sadia teria ordenado a construção de um templo em honra de si mesmo, para em seguida destruí-lo com seu próprio raio. Nenhuma Providência curaria um jovem de uma moléstia grave, somente para enviá-lo a uma morte pior no campo de batalha. Os deuses e os homens, segundo Epícuro, são igualmente ‘estranhos e medrosos, em um mundo que jamais criaram’. Que os deuses cuidem de si. Deixemos de invocar seu auxílio numa luta em que êles próprios, com toda sua sapiência superior, são incompetentes.”

Fato. Nem Loki ou Huehuecoytl fará por mim o que apenas eu, ou o resto do mundo humano pode fazer: causar-me o riso. Nem lhe trará verdades e paz a divindade Mídia, nem qualquer artista que você coloque na posição de divindade pode te dar a paz ou o ódio que sua arte evoca com tanta intensidade como pode fazê-lo todas as outras pessoas do mundo.

Não, eu não caminhei ao lado dos deuses e voltei.´Recusei seus insistentes convites porque a idolatria humana os tornou pedantes e aborrecedores. Nossa idolatria cria deuses para que em seguida nossa devoção os ridicularize.

Anúncios
Esse post foi publicado em mundo real e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s