amanhecendo tarde

Amanheceu e já era tarde demais
Queria, como o Sol, recomeçar
brilhante depois da longa
volta
mas estafara.

Como o sol, consumia-se
para que suas chamas
alcançassem mais, brilhassem
mais longe,

Mas foi rápido demais:
Amanheceu e já se encolhia
queimando o que houvesse
de gás.

Resquícios pra sofrer mais um dia.

Amanheceu
Desci com calma as pálpebras
pra voltar suave
À escuridão, conforto do
Não.

Desacortinei os olhos
Senti o brilho
como algo dentro de mim
Talvez fosse a luz que
refletisse
e saísse pra fora

Amanheci
e ainda há tempo
para dar outra volta.

divulgação do sarau que ocorre dia 15 de junho em porto alegre

Anúncios
Esse post foi publicado em literatura & lingüística, música, versos e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s