alcoólicos anônimos em “Graça Infinita”

Esse capítulo de Infinite Jest, de David Foster Wallace, dá um belo panorama de como é lidar com vício e ir a encontros de grupo. Não é difícil se identificar com ele se você já passou por algo do tipo. Traduzi um trecho, mas tem mais do capítulo, em inglês*, aqui:

“Fazer uso da Substância se torna como assistir à Missa Negra mas você não consegue parar, embora a Substância não mais te deixe alto. Você está, como dizem, Acabado. Você não consegue ficar embriagado e não consegue ficar sóbrio; você não consegue ficar alto e não consegue ficar careta. Você está atrás de grades; você está em uma jaula e só consegue enxergar grades em todas as direções. Você está num tipo de bagunça infernal que ou acaba com vidas ou as revira completamente. Você está em uma bifurcação na estrada que o AA de Boston chama de seu Fundo, embora o termo seja enganoso. porque todos aqui concordam que é mais como um lugar bem alto e sem apoio inclinando pra fora.”

* o livro tem tradução em português. Chama-se Graça Infinita e foi lançado no Brasil pela Companhia das Letras em 2014.

Anúncios
Esse post foi publicado em literatura & lingüística e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s