Arquivo da tag: poemas

apoie esse projeto: livro novo, via catarse

Foi em meados de mil novecentos e o Garagem Hermética tinha pátio e brigava com entraves legais enquanto minha turma de ‘piás’ se jogava com curiosidade e vontade no underground que meu amigo Shariel B.H. rabiscou em minha camiseta de … Continuar lendo

Publicado em literatura & lingüística | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

esqueça tudo: projeto de livro

ESQUEÇA TUDO!, livro de autoria minha, a ser financiado via catarse: APOIE ESSE PROJETO: Esqueça Tudo, por Coiote Flores. O livro se diverte em três partes, sendo uma de crônicas, uma de contos e outra de poesia. Pra melhor dividir, … Continuar lendo

Publicado em literatura & lingüística | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

sarau e show dia 15 de junho

Apresentações de Nelo Johann, instrumentista, cantor e compositor de influência folk, nascido em Estrela e residente em Porto Alegre, lançou em torno de 30 álbuns online entre 2002 e 2017, e Fe Feldens, instrumentista, cantora e compositora de Porto Alegre, … Continuar lendo

Publicado em literatura & lingüística, música | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

amanhecendo tarde

Amanheceu e já era tarde demais Queria, como o Sol, recomeçar brilhante depois da longa volta mas estafara. Como o sol, consumia-se para que suas chamas alcançassem mais, brilhassem mais longe, Mas foi rápido demais: Amanheceu e já se encolhia … Continuar lendo

Publicado em literatura & lingüística, música, versos | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

do desenlouquecer como uma chama que se apaga

eu estou despirando é a pira expirando.

Publicado em literatura & lingüística, versos | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

ininterrupto

Quando nos arrastamos pelo chão pedindo para que nossas mentes torpes nos dessem descanso jogando o peso do corpo contra a superfície inalcançavel da alma Tentávamos supercargar o cérebro que entre paredes ósseas temerosas frágeis coberturas físicas tão mais assegurantes … Continuar lendo

Publicado em versos | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

para J. e para L., em maio de 2013

Ontem presenteei um amigo com uma flor que encontrei no caminho. E à namorada, ofereci o caule – um galho verde com poucas folhas. A pétala jogada à mesa não foi desmerecida. Mas notei muitas vezes o caule e suas … Continuar lendo

Publicado em versos | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário