Arquivo da tag: saudade

pr’amiga que vi online

“Danu” eu queria dizer que sonhei contigo essa noite, pra tentar lembrar do sonho, pra dizer que tu estava lá, pra que enfim, algo se criasse em cima da não lembrança. ou então comunicar o acaso de ter encontrado alguém … Continuar lendo

Publicado em versos | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

sem choro, o que seria?

e o que seria da gente se não pudesse chorar pingar partes dessa dor que é dentro e é pra sempre? um gemido abafado por um choro sem aviso que ao verter nos corta o ar e já nem dói … Continuar lendo

Publicado em versos | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

que bagunça, cara…

Quase quatro meses e não consigo traduzir um texto sobre saúde masculina sem desatar a chorar… Mas isso é saudade, não? E como é bom te amar, cara. Como é bom te amar pra sempre. Encolhido num sofá e chorando … Continuar lendo

Publicado em a vida em anexo, versos | Marcado com , , | Deixe um comentário

mais uma

Só mais um maço de Pielroja e outro de L&M, por favor. Depois me mandem para à frente do batalhão, bradem seus punhais ou tragam a cruz que considerarem de tamanho justo. Talharei eu mesmo meu crime na madeira, afiarei … Continuar lendo

Publicado em versos | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

perdidos e salvos

Qualquer que fosse nossa perdição, amor algum poderia nos salvar. A poesia não nos salvaria, nem as viagens, os amigos, as amigas, tampouco o carinho, a cerveja, jogos de futebol, noites insones barganhando cada minuto de diversão ou debatendo as … Continuar lendo

Publicado em versos | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

voltar a escrever

ainda escrevo pensando em ti. falei a algumas pessoas: eu estava numa fase de não sair nada da cabeça-caneta-papel. repetia ritos (lugares, costumes, hábitos) que outrora me faziam escrever, e nada. aí escrevi pra ti. sobre ti. e depois comecei … Continuar lendo

Publicado em a vida em anexo | Marcado com , | Deixe um comentário

L&M

O bloco de notas não pode parar de sujar A mente não pode parar de dizer A gente não pode parar de gritar [ e se o grito não for ouvido, a gente explica de novo, mas de foice na … Continuar lendo

Publicado em versos | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário